Notice
  • There is no category chosen or category doesn't contain any items

FAQ - Perguntas Frequentes

1. O ULA possui sede?
Não possuímos sede. Utilizamos estruturas home office; os membros se encontram para reuniões de decisões ou nas próprias ações.

2. O ULA é uma Ong?
Não. Somos um coletivo, um grupo informal de trabalho voluntário com recursos próprios.

3. O ULA possui abrigo ou resgata animais?
O Ula tem fins educativos. Foi criado com o objetivo de promover projetos educativos em Direitos Animais para promover uma mudança social pelos animais. Não é um grupo de resgate e é contra a política de abrigos. Membros do grupo eventualmente resgatam animais com os quais se deparam precisando de ajuda, por iniciativa própria. Essa é uma atitude que incentivamos que cada um tenha a iniciativa de fazer e se responabilize, não centralizando e limitando a ajuda a animais necessitados. Entrando em contato conosco, podemos dar apoio a essa iniciativa, orientando e divulgando a adoção do animal resgatado. Leia: Resgatei, e agora?


4. Qual o destino das arrecadações?
As arrecadações são para a realização de projetos que estejam em conformidade com os objetivos do grupo. Gastos como: pagamento desse site, confecção de materiais para conscientização (panlfetos, banners, faixas, Cartilha Ulinha...), realização de eventos, etc. No entanto, não costumamos receber doações financeiras. Quando há o resgate de animal em situação emergencial, precisando de atendimento veterinário especial mais caro, como cirurgia, lançamos uma campanha de colaboração extremamente transparente, com uma lista pública com nome e valor de cada arrecadação, e prestação de contas. Ou seja, cada valor arrecadado estará registrado publicamente, e calculado no montante exato que será usado para o animal. 


5. Encontrei um animal abandonado, posso encaminhá-lo para o ULA? Ou o que fazer?
Não. Neste caso, o mais correto é você tratá-lo devidamente, levando à uma clínica veterinária e hospedá-lo temporariamente até encontrar um novo lar para ele. Podemos ajudar com a divulgação para adoção. Em caso de animais silvestres e selvagens o mais correto é procurar a polícia ambiental da sua região. Ligue para a linha verde do Ibama: 0800 61 8080 e procure o Centro de Triagem mais próximo.  Resgatei, e agora?


6. Posso fazer estágio ou enviar currículo para o ULA?
Somos um coletivo, não há vagas de trabalho.

7. O ULA possui veterinários voluntários e centro cirúrgicos para as castrações?
Não. Realizamos as castrações em parceria com clínicas veterinárias ou em postos de castração da prefeitura do Rio, a SEPDA.


8 . O ULA ajuda financeiramente protetoras, abrigos, ou financia tratamento de animais?
Não. O grupo não tem esse propósito, nem recursos financeiros para tal. Mas amadrinhamos a suína Mag, do Santuário das Fadas. Possíveis campanhas para pagar tratamento de animal resgatado são feitas quando um membro do grupo realiza esse resgate. Não podemos nos responsabilizar em angariar verba para terceiros.


9. O ULA só atua na Zona Oeste do Rio de Janeiro?
Atuamos preferencialmente na zona oeste, mas não apenas nela. Temos atuação em todo o estado do Rio de Janeiro, com material difundido nacionalmente.


10. Essas atividades do grupo são o trabalho dos membros do ULA?
Não. Esse trabalho é voluntário. São atividades extras e nenhum membro é remunerado por isso. Cada membro do grupo tem seu trabalho e profissão fora dele. Por esse motivo as ações são realizadas apenas em finais de semana.


11. Preciso castrar um animal e não posso pagar. O que faço?
No município do Rio de Janeiro há a Secretaria Especial de Promoção e Defesa Animal, a SEPDA, que possui alguns postos de castração gratuita pela cidade. Visite a página da Sepda aqui.


12. Meu animal está doente e não tenho como pagar o veterinário. Onde posso encontrar atendimento gratuito ou a baixo custo?
No município do Rio de Janeiro há a Secretaria Especial de Promoção e Defesa Animal, a SEPDA, que possui um Centro de Atendimento gratuito na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na Fazenda Modelo. Visite a página da Sepda aqui. Também há, a baixo custo, o Instituto Jorge Vaitsman, também da prefeitura. Localizado na zona norte. Visite a página do Instituto aqui.


13. Irei me mudar e não posso mais ficar com meu animal. Tem algum lugar que posso deixá-lo?
Não. Quando você decidiu ter a companhia de um animal, deve ter planejado sua vida com ele. Animal não é descartável. Agora é sua responsabilidade mantê-lo e lhe dar boa qualidade de vida. Não colaboramos com tal tipo de atitude com o animal.

 

14. Vi um animal sendo maltratado, o que faço?
Você precisa denunciar o que testemunhou. Veja como aqui


15. Quero fazer um trabalho educativo na minha cidade. Posso usar o material do ULA?
Sim, você pode encomendar conosco que lhes enviamos. Entre em contato por e-mail ou compre em nossa loja online. Ou baixar os materiais disponíveis aqui.

 

16. Existe Ula em outros estados?
Não. O que você pode fazer na sua cidade é reproduzir e distribuir o material educativo do Ula por iniciativa própria. Conheça os materiais disponíveis aqui. Ou os cartazes aqui.

17. Como faço para me voluntariar e participar do Ula?

No momento nossas atividades não necessitam. Mas indicamos entrar em contato com abrigos que realizam mutirões, ou acompanhar a página para saber de manifestações de outros grupos para participar. Veja aqui como ajudar nosso trabalho.

Publicidade

  • vetipe

Busca

Fill out my online form.
 

Vídeo

1635410
Hoje
Essa semana
Esse mês
Total de visitas
236
3051
19009
1635410

Seu IP 54.81.54.46
Agora